sexta-feira, 31 de agosto de 2012

Touareg R-Line chega ao Brasil por R$ 333.700

   Divulgação

Com estética agressiva, versão R-Line é tratada como grife esportiva e terá seis modelos até 2013 no Brasil

A Volkswagen anunciou nesta sexta-feira (31) a chegada oficial do Touareg R-Line, versão com a "grife esportiva" da marca alemã. A variante anunciada por (salgados) R$ 333.700 é baseada no Touareg V8, configuração mais potente do jipe urbano que divide plataforma com Audi Q7 e Porsche Cayenne. Sob o capô, o utilitário traz o poderoso bloco 4.2 litros V8 aspirado a gasolina. O motor é capaz de despejar 360 cv de potência e um torque bruto de 45,4 kgfm aos 3.500 giros. Tal força faz o Touareg (com suas mais de duas toneladas) acelerar de zero a 100 km/h em 6,5 segundos.

Mas, afinal, o que a grife R-Line traz de novo? Basicamente o visual apimentado em relação ao Touareg"normal". A versão tem para-choques próprios e explicitamente mais agressivos, spoilers, cromados nas portas, aerofólio traseiro e rodas de liga leve enormes de 20 polegadas com desenho exclusivo e pneus "fininhos" (275/45). Por dentro, soleiras, pedaleiras e bancos e volante com formatos esportivos completam o pacote. Para justificar os R$ 25.700 de diferença para o Touareg V8 convencional (R$ 308 mil), a versão também inclui o sistema Area View e som premium da Dynaudio.
   Divulgação
Para-choques traseiro tem muldura preta que simula difusor na base e dois escapes cromados nas pontas


Sofisticação eletrônica é o ponto forte

Estes recursos se destacam mais pelo nível de sofisticação. Enquanto o som da Dynaudio Confidence possui amplificador digital de 12 canais e uma potência absurda de 620 Watts, o Area View é um dos sistemas de vídeo mais avançados do planeta. Com câmeras nos quatro lados, o recurso projeta uma visão 360° do veículo na tela de oito polegadas da central multimídia, ao centro do painel. O visor de LCD é sensível ao toque e o sistema reúne navegador GPS com mapas em três dimensões (3D), disco rígido de 60 gigabytes, DVD, Bluetooth, comando de voz e entrada para dois SD card.

A versão R-Line também é completíssima no que se refere a equipamentos de segurança. Os faróis dianteiros, por exemplo, usam máscara negra e são bi-xenon autodirecionais com leds de série – dois conjuntos com 15 diodos luminosos contornam os canhões principais de luz. Outro destaque é o "detector de fadiga", que soa um alerta sonoro por cinco segundos e avisa, no painel, que é hora de fazer um "pitstop", caso perceba sinais de cansaço no motorista. A lista do jipão, claro, também traz o "básico" – ABS com EBD, controles de estabilidade e tração e vários airbags.
   Divulgação
Interior tem acabamento atraente e apelo esportivo nos bancos com apoios maiores e no volante anatômico


Primeiras impressões: Força e luxo acompanham estética 

Apesar da associação costumeira das palavras, não faz muito sentido chamar um utilitário de esportivo. Só que no caso do Touareg R-Line, essa insinuação até faz algum sentido – ao menos no desempenho. O jipão urbano da Volks tem mais de duas toneladas e leva só 6,5 segundos para chegar aos 100 km/h. Essa aceleração ligeira é reforçada pelo visual bastante sedutor. Todos os acessórios possíveis para deixar o Touareg arrojado foram aplicados na versão da grife esportiva. E a mecânica robusta dá o toque final, produzindo emoções ao volante.

Seja nas acelerações, seja nas retomadas, o Touareg R-Line arranca com vontade, independente da força que é aplicada ao pedal do acelerador. E o câmbio automático de oito velocidades fornecido pela alemã ZF contribui decisivamente em dois aspectos: a velocidade das trocas de marcha é altíssima (quase imperceptível), e a amplitude de relações faz o motor trabalhar sempre em rotações agradáveis e favoráveis ao menor consumo. Quer dizer, no aspecto da sofisticação, o bloco 4.2 V8 aspirado não revoluciona (sua injeção ainda é eletrônica), mas a transmissão multimarchas da um show à parte.
   Divulgação
Apesar das duas toneladas de peso, Touareg R-line leva apenas 6,5 segundos para acelerar de zero a 100 km/h



  Divulgação
Rodas aro 20 e pneus baixos preferem asfalto


Para esse "feeling" esportivo ficar amplificado, a versão R-Line tem borboletas no volante, para trocas manuais. E a suspensão a ar (pneumática) oferece ajuste de altura e três calibrações eletrônicas (conforto, normal e esportivo). Ou seja, se o condutor quiser saborear o lado mais "nevoso" do Touareg R-Line, basta escolher o modo esporte e amortecedores, câmbio, peso da direção e acelerador são recalibrados para fazer o utilitário parecer um esportivo de verdade – a simulação tem sua eficiência. Ao mesmo tempo, o Touareg é um 4X4 e oferece recursos off-road.

Só que a versão R-Line foi feita para o asfalto. As rodas enormes de 20 polegadas calçam pneus de perfil baixo (275/45), para o utilitário ter maior aderência e equilíbrio dinâmico no asfalto. Um ponto negativo: em movimento, ouve-se na cabine o ruído produzido pelo contato da banda de rodagem dos pneus com o asfalto. Num carro tão caro e luxuoso, imagino que os usuários prefiram a calmaria do silêncio. Esse é um dos poucos aspectos negativos do modelo, que impressiona pela quantidade abundante de recursos eletrônicos instalados. Há quase tudo de mais moderno.
   Divulgação
Versão R-Line prima por oferecer o que há de mais sofisticado em tecnologias de segurança e conforto



   Divulgação
Side Assist é opcional e custa R$ 3.385


O maior problema do Touareg R-Line é o preço demasiadamente elevado. Por R$ 333.700, o utilitário com visual apimentado briga com rivais de montadoras reconhecidamente luxuosas – por mais que aVolkswagen saiba construir veículos de luxo, a montadora é vista como marca de carros populares, o que pesa negativamente na hora de vender modelos como oTouareg. Ou seja, versões como a R-Line no Brasil funcionam mais como carro de imagem. E nesse sentido, a variante da grife esportiva pode se dizer bem-sucedida, por oferecer nível tecnológico estrondoso.

Além da lista de equipamentos hiper sofisticada, o utilitário esportivo pode ter controle de cruzeiro adaptativo (ACC), que monitora com sensores e câmeras a distância em relação aos veículos à frente, e acelera e freia o carro "sozinho", e detector de obstáculos no ponto-cego (Side Assist), que alerta o condutor se houver outro veículo fora do campo de visão dos espelhos laterais. Com os dois opcionais, mais pintura perolizada e teto solar panorâmico, o preço do Touareg R-Line ultrapassa os R$ 360 mil. E a própria VW reconhece: é carro para fanáticos por tecnologia muito endinheirados.

FICHA TÉCNICA
VW Touareg V8 R-Line
Preço
: 333.700
Motor: Dianteiro, longitudinal, 8 cilindros em "V", injeção eletrônica, gasolina
Cilindrada: 4.163 cm³
Potência: 360 cv a 6.800 rpm
Torque: 45,4 kgfm a 3.500 rpm
Transmissão: automática sequencial de oito marchas; tração integral (4Motion)
Suspensão: dianteira e traseira independentes, com braços duplos transversais, molas pneumáticas e barras estabilizadoras
Freios: Discos ventilados na frente e na traseira
Pneus: 275/45 R20
Direção: Hidráulica
Dimensões: Comprimento 4,79 m, largura 1,94 m, altura 1,71 m e entre-eixos 2,89 m
Capacidades: Porta-malas 520 litros, 2.075 kg em ordem de marcha

OPCIONAIS
ACC (Adaptative Cruise Control) – R$ 12.160
Side Assist – R$ 3.385
Teto solar panorâmico – R$ 8.995
Pintura metálica – R$ 1.635
Pintura perolizada – R$ 2.350

Preço inicial: R$ 333.700
Preço completo: R$ 360.590
   Divulgação
Com todos os opcionais, preço do Touareg R-Line ultrapassa os R$ 360 mil, valor salgado apesar da sofisticação

0 comentários:

Postar um comentário