terça-feira, 23 de outubro de 2012

Kia mostra novo Cerato no Salão de SP.

 


620 Cerato Kia (Foto: Raul Zito/G1)


Kia Cerato é modelo global da marca sul-coreana.

Depois de Neymar, Zico, Gustavo Kuerten e Fernanda Lima, foi a vez da Kia levar famosos ao Salão de São Paulo. As atrizes Débora Nascimento, a "Tessália" da novela "Avenida Brasil", e Ellen Roche participaram da apresentação da marca sul-coreana nesta terça-feira (23). Mas o astro foi o Cerato, em nova geração, vista primeiro no Salão de Paris, no mês passado.

Produto global, o sedã, no entanto, só vai começar a ser vendido no segundo trimestre do ano que vem, diz a Kia.

Mais comprido, largo e baixo, o Cerato sofreu uma transformação visual, com faróis de LEDs, vincos mais acentuados nas lateais e lanternas maiores – reforçando as diretrizes visuais da atual identidade estética da Kia.
620 cerato lateral (Foto: Raul Zito/G1)

Sedã ficou mais largo, comprido e baixo.

Queixa

O presidente da Kia, Luiz Gandini, que já foi o presidente da associação das importadoras (Abeiva), afirmou, durante a apresentação, que a marca foi a "grande prejudicada" com o novo regime automotivo, referindo-se às regras recém-divulgadas pelo governo federal para montadoras e importadoras que atual no Brasil.

O regime estabelece, para as empresas que se qualificarem, uma cota de até 4.800 carros importados ao ano sem aumento do Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI). O cálculo é feito conforme a média de importações de cada marca entre 2009 e 2011. A Abeiva chegou a afirmar que esse volume era muito pequeno para as marcas que mais importavam, que é o caso da Kia.
620 CERATO TRASEIRA (Foto: Raul Zito/G1)


O regime automotivo também dá incentivos para que novas montadoras se instalem no país. Gandini diz que isso está nos planos da Kia. "Nosso projeto de fábrica no Brasil está em negociação", afirmou.

0 comentários:

Postar um comentário