sexta-feira, 23 de janeiro de 2015

Porsche 911 Carrera Cabriolet.

O recém-chegado mais atual da Porsche em solo pessoenses é a 911 Carrera Cabriolet, um baixinho que roubou a cena em um famoso posto de gasolina aqui na capital, onde fizemos as fotos para essa matéria. Esse é o único modelo Cabrio do estado, e tem uma configuração um tanto peculiar: cor predominante Dark Blue Metallic, capota Top Red e rodas 20” Sport Techno. Curtiu? Então se prepara para as próximas informações.

A sétima geração do 911 Carrera , chamada de 991 traz em seu DNA o prazer em dirigir herdado de seus antepassados. O carro ostenta um desenho inovador, que atravessa gerações desde 1963 sem perder o traçado original. Sempre preservando o tamanho, o 911 Carrera Cabriolet faz bonito na pista. São 4,49m de comprimento, e altura de 1,29, a combinação perfeita para furar o vento e voar mais rápido.
Graças a seu motor Boxer 3.4 de seis cilindros que produz 350 cavalos de potência a 7.400 rpm, seu 0-100km/h é de apenas 5,0 segundos na manual e 4,8 na PDK (diminuindo ainda mais para 4,5 na SportPlus) alcançando uma velocidade máxima de 285km/h. Para frear , a Porsche equipou o carro com duplo circuito independente de freios (dianteiro e traseiro); PSM (gerenciamento de estabilidade); servofreio a vácuo; ABS; e freio de estacionamento automático elétrico. O superesportivo vem ainda com airbags de duplo estágio, laterais e de joelho para motorista e passageiro. Pela primeira vez, o modelo tem volante com assistência elétrica.
O esportivo conta com quatro modos de direção: manual, em que você pode trocar as marchas “na mão” pelo câmbio ou por paddle-shifts no volante; automático “normal” — que compensa bem mais do que as trocas manuais, porque o PDK faz mudanças precisas de marchas e quase imperceptíveis —; “Sport”, acionado por um botão, deixa a suspensão um pouco mais dura, os giros sobem mais rapidamente e as trocas de marcha ficam ainda mais “espertas”; e a “Sport Plus”, que explora o potencial máximo do carro. Esta última, a mais divertida, dá um tom de modelo de corrida. Mesmo assim, "brincar" somente com a versão “Sport” já proporciona uma emoção a mais.
Uma das mudanças que mais chamaram atenção foi a da estrutura que deixou o centro gravitacional mais baixo. Para completar, a suspensão foi completamente refeita e apresenta inúmeros componentes reformulados, o que melhora muito a dinâmica de direção. Na prática, quem dirige tem mais facilidade para fazer as manobras e sente nitidamente a estabilidade do carro, embora ele seja um pouco arisco nas curvas. Sentir a traseira puxar ou sendo controlada pelo sistema de estabilidade será algo corriqueiro se a intenção for correr de verdade.
A armação do teto é de magnésio, mais leve que outros matérias usados anteriormente, e o revestimento é de um tecido especial, isso faz com que o teto seja posto ou recolhido em apenas 11 segundos. Curtiu? Fiquem ligados aqui no site, pois em breve postaremos mais uma matéria, mas por enquanto, fiquem de olho em nossa página no Facebook já que lá as postagens são diárias, assim como em nosso Instagram (@exclusivos_jampa), segue lá! Um grande abraço a todos e até a próxima.

0 comentários:

Postar um comentário