quarta-feira, 13 de maio de 2015

BMW M5 F10 em João Pessoa.

Retomando as postagens aqui no site trazendo para vocês a BMW M5 (F10), uma das recém chegadas a cidade e com certeza a mais potente do estado. É de um V8 Biturbo de 560cv de potência que iremos falar. O show de imagens foi feito por nosso fotografo e administrador José Diego, confira. 

Antes de seu lançamento, a BMW anunciou que o motor da nova geração (F10) seria um V8, o que gerou uma certa polêmica pois seria um retrocesso já que a geração anterior (E60) da M5 tinha motor 5.5 litros V10 de 506cv de potência, mas tudo não se tratava de uma surpresa. Como sempre, a BMW causou em seu lançamento.
A BMW M5 (F10) recebeu motor V8 Biturbo de 4,4 litros que entrega nada menos do que 560 cv e torque de 69,3 kgfm! Sim, é um bloco menor, mais potente e de acordo com a BMW, 30% mais econômico em termos de consumo de combustível e com 30% a mais de torque. Em conjunto com o câmbio M DCT (Double Clutch Transmission) de 7 velocidades, o modelo faz de 0-100 km/h em apenas 4.4 segundos e atinge os 305 km/h de velocidade máxima se equipado com o pacote M de condução. Por ser um veículo especialmente preparado pela divisão M da BMW, o modelo se distancia de um Série 5 comum em diversos aspectos. Oferece freios de carbono cerâmica, suspensão preparada, diferencial ativo, carroceria revisada, entre outros itens.
O interior manteve a sobriedade de sempre. Os quatro ocupantes viajam com espaço mais que suficiente, com conforto e luxo assegurados pelos bancos de couro, com ajuste elétrico e ótimo apoio lateral nos dianteiros. Junto ao excepcional câmbio automatizado de sete marchas de dupla embreagem, você encontra os botões, que ajustam a resposta do motor, da direção e dos amortecedores, além do comando que faz as trocas em giros mais altos ou baixos, dependendo do apetite do piloto.
A suspensão é outro ponto alto. Além do endurecimento das molas, da regulagem dos amortecedores eletrônicos e das barras estabilizadoras maiores, o M5 conta com um eixo traseiro de diferencial ativo, que pode enviar para uma única roda traseira de 0 a 100% do torque, dependendo da situação. A direção hidráulica M Servotronic, com desmultiplicação variável, pode ir de uma suavidade ímpar em manobras de baliza ao endurecimento total em altas velocidades, alterando o número de voltas do volante e o nível de assistência conforme a necessidade.
Interessante é que o motor V8 de 4,4 litros é o mesmo que equipa a BMW X5M e X6M. É verdade que houve redução de cilindrada, que foi compensada pelo acréscimo de dois turbos. Mas então,  Curtiram? Fiquem ligados aqui no site, pois em breve postaremos mais uma matéria, e não se esqueçam da nossa página no Facebook pois lá as postagens são diárias, assim como em nosso Instagram (@exclusivos_jampa), segue lá! Um grande abraço a todos e até a próxima.

0 comentários:

Postar um comentário